segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Folia de Reis - Uma grande festa da Cultura Popular na Chatuba




No sábado, dia 05 de fevereiro de 2011 aconteceu mais uma festa de arremate da Folia de Reis Sete estrelas do Rosário de Maria. Um dos maiores e mais emocionantes encontros de Cultura Popular doaestado do Rio de Janeiro em Mesquita, no Bairro Chatuba- que já foi considerado o de menor IDH do Estado - que acontece de maneira totalmente autônima e sem a participação do Poder Público Municipal. Dona Maria Ana (Mariana, como é conhecida), hoje com a saúde muito comprometida, não abre mão de estar à frente de sua Folia que tem, segundo Laci sua filha, 144 anos. Desses, 44 anos só em Mesquita. A Folia Sete Estrelas do Rosário tem Dinho (filho) como Contra-mestre e conta com seus demais filhos, netos, bisnetos como integrantes, além de outros que a esses se incorporam por motivos diversos, seja por cumprirem promessas ou mesmo por terem suas antigas Folias extintas ou deslocadas para outro Estado. “Eu cheguei aqui com minha Folia no ano passado por volta de 00:00 e apenas no apresentamos quase 10:00h pois haviam 17 Folias na minha frente” afirma Mestre Nêgo (Nova Iguaçu), observando que neste ano o número de participantes parecia ser menor.
A comunidade do entorno é um capítulo a parte. Vê-se em grande número a participação e o apoio das famílias nesse evento. Enquanto alguns vizinhos com suas cadeiras de praia e câmeras fotográficas assistiam atentamente, outros aproveitavam para defender um dinheirinho amais vendendo churrasquinhos, bebidas entre outros. “Eu comprei quarenta caixas de cerveja este ano. Moro aqui há 30 anos e sempre foi assim, todos participando” Afirma Tuninho, morador e comerciante local. Cerca de três mil pessoas estavam ali prestigiando a festa diretamente. Um pequeno grupo que tentava colocar um funk, tocado através de um som de automóvel, foi convencido a ir para uma rua próxima, o que não interferiu em nada no que diz respeito à qualidade do encontro.

Definição
Folia de Reis é uma festa cristã que lembra a saga do Menino Jesus desde o seu nascimento e fuga para o Egito, tendo o Rei Herodes como seu perseguidor e os Reis do Oriente como adoradores, que iam visitar o tão esperado Rei dos Reis que teria nascido. Conforme a crença, uma estrela os levaria até o local onde estaria o menino. Herodes por sentir-se ameaçado pela profecia que preconizava o nascimento de um “Menino-Rei”, envia soldados à sua procura, figuras essas representadas nas Folias pelos “palhaços”. Nos cantos, são entoados versos citando trechos do evangelho. Na Baixada Fluminense os festejos se prolongas até o dia 20 de janeiro, dia de São Sebastião, quando em princípio os Reis são louvados desde 24 de dezembro até 06 de janeiro, exatamente o Dia de Reis.

Segue abaixo um breve release fornecido por Lacy e Sidney, filhos de D. Mariana e em seguida um vídeo da festa.

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário